sábado, 15 de julho de 2017

Universo de Amor

Me esqueço de mim,
Muitas vezes por causa de você
Teus olhos paralisam meus sentidos
Tua hipnose me leva a outro mundo
É tanto de te querer que te amo em outra dimensão
Fico medindo o universo para saber qual a medida do meu amor
O firmamento torna-se pequeno
E meu desejo por ti é infinito.

terça-feira, 25 de abril de 2017

Amor Para Todos Os Tempos

Amor para se ter
Amor para poder viver
O amor é igual sem medida
Não há tempo para o amor
Em tudo há amor
Em todo espaço há lugar para o amor preencher
Nunca haverá limites para o amor
Amor não tem valor
Amor não tem cor
Se tens prazer em viver então tens amor
A paz que nos concede vem do amor
Em qualquer recipiente cabe amor
Amor é mágico
O amor tem o dom da transformação
O amor é quem liberta do casulo
A borboleta voa por amor
Deste mesmo amor brilha o sol
A lua descreve amor nas belas noites
Onde está o amor?
Como encontrar o amor?
Amor está em todo lugar
Na simplicidade move-se o amor
Pode-se ver amor no olhar
Amor presencia em nossos sentidos
O amor é o início da filosofia
Amor é algo atemporal
Este amor não há hora nem dia
Amor é a arma contra o mal
Viver por amor é o maior sustento da vida
Por isso fazer tudo por amor
Lutar por amor
Amar para ter amor
Amor eterno é o que queremos
Amor que desejamos aos semelhantes
Amor para os caminhos de nossas vidas
Então venceremos por amor
Amor para todos os dias
Amor para sempre

sábado, 18 de março de 2017

Passei

Este ser que sou eu
Passado, ante-passado, tudo passado, passado pra trás
Coisas no meio do caminho se espalharam
Deixei de colher algumas flores
Algumas coisas não pude ver
Mas tudo aquilo que conquistei foi porque aproveitei a caminhada

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Xeque-Mate

Tremendo embaralhamento
Faça um corte e lance à mesa
É de Copas ou de Ouro?
Não sei, há um monte de corações

Achei um trevo, devo estar com sorte...

Não compreendo as figuras
Ops! Eu não deveria confessar isso.
O baralho é um enigma para mim
Não sei como vencer
Também não faço ideia de ser derrotado

Há Rei, há Rainha como xadrez
Então vou dar xeque-mate
Mas esse tabuleiro quadriculado também é enigmático

Hum! Vou jogando até encontrar um fim para a partida
Nestes jogos da vida há horizontes inalcançáveis
Mas Jogo da Vida eu jogava na infância
Ou fingia que jogava...

Hoje somos prisioneiros da tecnologia
Tomaram nossas mentes
Esquecemos as cartas, os tabuleiros, as mesas...

Já não temos mais escape
Os jogos não acabam
Isso é um beco sem saída
Fugimos em círculo

O que fazer para sairmos deste labirinto?!?
Ah, sim! Este eu conheço
Labirintos nunca foram infinitos
Apenas devemos segui-los que a porta está logo à frente.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Diferencial

Sem mais, nem menos...
Ninguém entende ninguém
As mulheres tentam entender os homens
Os homens não conseguem compreender o que pensam as mulheres
E assim vivemos um mundo intercontinental dos gêneros
Seria cultural, ou apenas biológico?
As diferenças foram feitas para serem compartilhadas
Discutir sobre nossas fronteiras pode ser saudável
Vivê-las e entender o pensamento alheio é essencial
Às vezes sentimos a alma fora dos nossos corpos
Cada um tem seu próprio "dialeto" intelectual
Talvez estudar o próximo seria menos doloroso
A cada passo que damos nos distanciamos e nunca enxergamos o fim
Mas para onde deveríamos ir?
Nossas diferenças são caminhos infinitos ou vereda de círculos
Mas esse não é o "fim do mundo"
Tudo nos foi oferecido para aprendermos uns com os outros
Cada um com um lápis de cada cor
E poder colorir e dar brilho em nossas vidas

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Amor Em 4 Estações

Nuvens negras pairam ao ar
Nossas manhãs frias
Fico a esperar pelo meio-dia
Uma bela tarde para se buscar.

Este nosso amor de múltiplas estações
Em um pulo vamos de inverno a verão
De olhares frios a ebulidos corações
Observando as flores em todo tempo.

Não temos mais medo da chuva
Somo feitos de elementos ardentes da paixão
Que chova! Que troveje! Que inunde!
E sejamos afogados  de tanto amar!

sábado, 12 de março de 2016

Veredas

Fomos todos agregados para juntar-se a felicidade, somos um coro de vozes em alto tenor que clama por um simples raio de sol, desunimos ao mesmo instante do desejo mútuo, nossas cruzes cortam os vales, descalços da compaixão abrimos espaços, sem as metáforas que confundem nossas veredas e nosso olhar.