terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Acordes do Luar

Ser poeta é saber preencher as luas vazias,seja noite ou dia,o poeta e sua sintonia...

Mesmo nos dias sem luas colhemos vaga-lumes, colhemos nebulosas

Ou esperamos que um cometa ilumine a nós em meio a tanta obscuridade humana.

Seguindo os passos dos caminhos hora sem laços,não há despedida

Há folhas caídas,partindo para uma nova estação,recompondo as notas

Em meio as lutas,surge uma luz...

O coração do poeta é uma música com notas a se reinventar,

O coração do poeta é um mundo de notas descompassadas, 

Não se entende, nem se compreende...

As claves que abrem uma porta para a melodia, 

De manhã, de tarde a qualquer hora do dia,

Na ponta do lápis sai tudo desvairado, 

Se num conjunto de acorde ou apenas um dedilhado.

(Jhennyfer Ferreira & Vagner Verniz)