quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Sinfonia De Um Amor

Nas tuas sinfonias meu coração despedaçou-se em minúsculos
Ouvir tua voz é mais que melódica ternura aos meus sentidos
Passo todos os dias a delirar tua formidade que transpassa minhas rotinas
Amante de tua alma vivo eu, perseguindo os passos apagados no chão
Tudo que vivi perdeu o valor apartir do dia que te presenciei ao meu lado
Passaram-se situações de todas circustâncias para dividir nosso elo
Sei que não posso ter teus olhos mas o teu coração é minha visão
O mundo afora não tem me mostrado coisas belas ou estou cego por ti
Acontecimentos alheios não são mais suficientes para desviar-me de tua atenção
Me encontro perdido em um bosque escuro precisando de tua luz
Tenho as doces palavras mas tudo é amargo sem tua voz
Canto a música desconhecida por nós dois, sem letras, sem partituras...
Só sei que a inspiração é você e que os instrumento tem o teu toque
Nosso regente já nos deu a ordem... a ordem de tocarmos nosso amor.