terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Os Versos Perdidos

O versos que imaginei ficaram no ar
As palavras que desejei caíaram ao mar
As linhas tortas não obtiveram teu lindo nome
Atrás de teu amor corria eu assim como um animal em terrível fome
Não sabia mais desenhar as mais fáceis letras de minha expressão
Insistente temor abalava todo o meu coração
Agora me sinto analfabeto, as noções de amar perdi
Tua voz, teu rosto, teu sentimento...tudo esqueci
Sou um velejador sobre águas calmas e sem vento
Portas trancadas em ti me deixam em plena noite ao relento
Talvez te amar seria uma metáfora que sobrevivia em meu ser
Os dias podem passar, só não passa o desejo de te querer...