segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Tempero de Amor

Estou fora do meu temperamento por falta de você
Tu que és o tempero do meu viver
Adoça meu sorriso, refoga meu coração
Quero a salada mista de teus suaves beijos
Esta forte paixão que nos vai cozinhando
Estaríamos fritos se não soubéssemos o quanto é valioso amar
Todo o meu vazio queima-se com minhas incertezas
A sobremesa do teu sorriso quero saborear
Deste amor embriagar
Apenas de ti o bom paladar
Da tua maneira de ser eu quero prato cheio
Contigo neste banquete divino sempre e sempre
Você conhece minhas preferências
Nada se completa na ausência
Te completar faz com que sinto mais desejo
E estar à mesa junto a ti almejo.