terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Divergências Do Amor

Que amor é esse?
A ferocidade dos desejos inertes
Olhares desencontrados
Poesias declamadas ao vento
Canções entoadas em ritmos aleatórios
Mas as palavras são doçuras...
Nosso tocar é arrepiante
Não entendemos a si próprio
Pois compreendemos ao outro
Nossas divergências
Nossas semelhanças
Mesmo assim o amor impera
Ainda que haja fronteiras
Transpassar as barreiras é o nosso ato.