domingo, 2 de janeiro de 2011

Teu Rosto De Neve

Teu rosto me marcou
Na força da tua beleza me transformei
Percebi que és formosa
Não tive medo de te revelar.
Desde a primeira vez me encantei
Me escondi para não mostrar ousadia
Você me achou e me disse doces palavras
A fervura do coração estava próxima.
Andei contigo e avistei lindas estradas
Não me cansava mas parava nas puras fontes
Me fizeste voar como um beija-flor
Teu pólen estava amadurecido
Para que me serviu o teu frescor?
Sim, para saciar minha mente
Como uma neve encheste os meus olhos
Tua vista é o meu paraíso.