quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Minha Cidade Querida (Feliz Aniversário)


Na minha terra há mangueirais
Onde sempre cantam os tenores pardais
Onde o meu chiado é de suplicar por mais compaixão fraternal
Para que tenhamos mais sensibilidade vital
Terra de sabores e desabores
De beleza e horrores
Mas onde chorei ao te encontrar
E depois sorrir sem parar
A aurora que sou impedido de assistir pelas altas montanhas
Porém, o pôr do sol é o que me ganha
Lugar onde há diversidade de pensamentos
População que não se contenta apenas com momentos
Minhas diretrizes são de puro contentamento
Por ti, minha cidade, tenho grande sentimento
Ainda que não me compreendam os seres viventes
Meu amor por ti não é recente
Vi o sol brilhar e a chuva cair
Encontrei o mar a me velejar e o rio a fluir
Sou admirador do teu sonhar e realizar
Às vezes somos soberbos em desacreditar
Vou passar despercebido quando me encontrar em tristeza
Estarei sempre presente para contemplar a tua beleza
Te direi que te amo até o horizonte do universo
Cantarei pra ti em prosa, em versos e ao reverso
Minha paixão, minha razão, é teu meu coração
Deslumbrosa terra de belos frutos na firme estação
Em minha sensatez saem da minha alma doces palavras
Em tua lucidez são contestadas as mentes amargas
Oh quão linda e maravilhosa tu és!
Aqui quero sempre pisar meus pés
Sentir o teu respirar e conjugar o amar
Caminhar nos teus trilhos e sempre te contemplar.