terça-feira, 13 de novembro de 2012

Nas Ondas De Um Poeta

Não importa de onde vêm os poetas, na verdade os poetas já nascem poetas, não devem se considerar extraordinários ou vaidosos, apenas devem conservar a sutil compreensão de que, desprendidamente, preparam o barco para que outras pessoas naveguem, de sorte que facilitem o transcorrer das incansáveis jornadas mais aliviadas do peso das intempéries quotidianas, colaborando para que, por pior que seja a tortura, encontrem, acima de tudo, um momento para flutuarem nessa viagem necessária e extremamente benéfica para a liberdade da alma aprisionada, que aguarda sedenta o alçar vôo da imaginação prazerosa nos braços da ternura.

          (Texto do poeta Dinis Carneiro)