quinta-feira, 14 de março de 2013

Na Poesia

Me derrubou ao chão
Conquistou meu coração
Sem perceber eu já tinha me apaixonado por ti
Longos dias posteriores soube que saí de si
Me transformou em outra pessoa
Me mostrou que a vida era boa
A vereda do viver vale a pena
Em nosso palco independente da cena
Me perdi em teus formosos braços
Agora sou mais consciente no que faço
Tu fazes tudo aquilo que preciso em mim
Tua ternuridade não tem fim
Não há mais nebulosidades qual for o dia
Por isso te quero para sempre, minha POESIA.

(Homenagem ao dia Nacional da Poesia)